007 Contra a Chantagem Atômica

Nov 11, 2012

Imagens

Mais um vilão, Largo (Adolfo Celi), que mantém relações estreitas com o agente 007 e a volta do diretor Terence Young para a franquia. A Bondgirl da vez, Domino (Claudine Auger), é uma ótima surpresa no elenco, pois possui um vigor que ainda restava nas companheiras de Bond (com exceção de Pussy Galore em Goldfinger). A trama gira em torno do roubo de dois mísseis nucleares pela organização criminosa ESPECTRO, que chantageia os governos americano e britânico ameaçando explodir uma cidade em seus territórios caso não entreguem um milhão de libras. Há uma reunião da ESPECTRO que vale a pena recordar, com direito a um alçapão nas cadeiras dos mega-criminosos em sua reunião de maldades. Embora cada vez mais caricato, os filmes de James Bond ainda possuem um cavalheiro à altura para suas missões: Sean Connery. E se não fosse pela sua postura e entrega ao personagem seria difícil não entendermos seu universo senão como paródia. Porém, Sir Connery dá o tom para o agente britânico que consegue extrair realismo das cenas mais absurdas.

Divertido em diversos pontos, mas lento e demasiadamente estendido em outros (como o ato final debaixo da água), 007 Contra a Chantagem Atômica parece ser o sinal de que as coisas deverão mudar em breve, ou os filmes logo se parecerão mais do mesmo.

Wanderley Caloni, 2012-11-11. 007 Contra a Chantagem Atômica. Thunderball (UK, 1965). Dirigido por Terence Young. Escrito por Richard Maibaum, John Hopkins, Jack Whittingham, Kevin McClory, Jack Whittingham, Ian Fleming. Com Sean Connery, Claudine Auger, Adolfo Celi, Luciana Paluzzi, Rik Van Nutter, Guy Doleman, Molly Peters, Martine Beswick, Bernard Lee. IMDB.