A Troca

Wanderley Caloni, March 18, 2012

Impressionante como é possível admirar uma direção competente e experiente mesmo sem conhecê-la. Foi assim com A Troca, um drama de época envolvendo a história de vida de uma mulher que tem seu filho desaparecido e sua luta contra o sistema corrupto da polícia de Los Angeles da década de 2030. Foi só nos créditos que descobri se tratar mais uma vez do trabalho sempre constante de Clint Eastwood (Menina de Ouro, Sobre Meninos e Lobos), que, diferente do seu passado de ator com uma cara só, vem se preocupando com temáticas mais humanistas sem deixar de lado uma discussão mais profunda sobre a sociedade onde isso ocorre. Nesse sentido é possível comparar este belo trabalho com Menina de Ouro. Em todos os outros sentidos, porém, é uma história completamente diferente.

O fraco roteiro de J. Michael Straczynski (Anjos da Noite: O Despertar) não empolga muito, talvez por estar sempre envolvido em alguma reviravolta que já sabemos de antemão no que vai dar, e quase sempre colocando diálogos bem pouco inspirados — para não dizer monótonos — na boca de seus personagens, que são baseados em uma história real. Nem é possível falar muito de atuação, pois ainda que Angelina Jolie aqui se esforce, continua sendo Jolie, “status quo” que nunca abandonou, exceto em Garota Interrompida. Se há alguém que impressiona pela eficácia, ainda que em um papel secundário, é Jason Butler Harner como o serial killer Gordon Northcott, que tem momentos em que é digno de dó, e outros que simplesmente nos atormenta pela sua instabilidade emocional.

Ainda que o tema inicial da história seja o desaparecimento do filho de Christine Collins (Jolie), o “Changeling” do título original parece remeter muito mais às mudanças que daí ocasionaram em como a polícia local tratava os direitos de seus cidadãos, uma época em que existia um verdadeiro “Bope” nas ruas de Los Angeles, fazendo justiça com as próprias mãos para esconder em seu mecanismo interno uma rede de corrupção e desvios de moral. É com esse pano de fundo que Eastwood parece nunca se esquecer, e são os personagens secundários que de fato conseguem não tornar a experiência apenas subjetiva. Nesse sentido, todo o drama vivido pela Sra. Collins não foi em vão, pois serve de ponte para entendermos como a impunidade muitas vezes consegue prejudicar até o mais inocente dos cidadãos.

Imagens e créditos no IMDB.
A Troca ● A Troca. Changeling (USA, 2008). Dirigido por Clint Eastwood. Escrito por J. Michael Straczynski. Com Angelina Jolie, Gattlin Griffith, Michelle Gunn, Michael Kelly, Jan Devereaux, Erica Grant, Antonia Bennett, Kerri Randles, Frank Wood. ● Nota: 4/5. Categoria: movies. Publicado em 2012-03-18. Texto escrito por Wanderley Caloni.


Quer comentar?