A Vida De Diane

Wanderley Caloni, May 4, 2019

Já vimos filmes que realizam a manobra da pessoa que guarda tudo para si, onde em algum momento há uma explosão da protagonista, e esse não é um filme desses. Fica difícil de defini-lo porque talvez seus realizadores não pensaram na mensagem como algo formatado e pronto para consumirmos, como geralmente é esperado do cinema americano. Quando ouvimos aquelas pessoas dizendo frases completamente comuns para um drama enlatado fica a impressão de estarmos vendo um filme “menor”, mas é a presença de Diane nessa rotina que nos faz tentar perceber se há algo mais nesse universo melancólico do final da vida, ou pelo menos o final dos objetivos de uma vida. A interpretação de Mary Kay Place não é marcante, mas este é um papel injusto, pois é sua própria irrelevância como ser humano que o filme deseja demonstrar. Ela é constantemente lembrada por seus amigos que não está sozinha, mas sua expressão sempre nos diz inconscientemente a verdade oculta, que ninguém deseja mencionar: estamos todos sozinhos nesse mundo.

Imagens e créditos no IMDB. O texto de estreia será publicado no CinemAqui.
A Vida De Diane ● A Vida De Diane (EUA, 2018), escrito por Kent Jones, dirigido por Kent Jones, com Mary Kay Place, Jake Lacy, Estelle Parsons. ● Nota: 3/5. Categoria: movies. Visto em cabine de imprensa pelo cinemaqui. Publicado em 2019-05-04. Texto escrito por Wanderley Caloni.


Quer comentar?