Além da Escuridão Star Trek

Vendo a nova aventura dos Trekkers e revendo o genial reboot de J. J. Abrams (20089) fica claro que cada um é a metade de um todo maior, que poderiam ser mais enxutos (assim como Kill Bill) e que juntos seriam um excelente estudo de personagem. Ainda assim, separados, se transformam em duas aventuras físicas e mentais (essa nem tanto) ótimas em si mesmo, embora perigosamente esquecíveis para os não-fãs.

Repetindo a fórmula do trabalho anterior colocando mais uma vez o Capitão Kirk (Chris Pine) fora de sua nave, um ataque terrorista surpreende a Confederação e a força a ir buscar o culpado na parte menos desejável para os humanos: o mundo dos Klingons, o equivalente a um país inimigo em estado de ebulição (e o 11 de setembro ainda é um eco forte na cultura americana). A parte boa dessa nova saga é que as decisões da nave USS Enterprise nem sempre são fáceis e óbvias, e nem sempre a lógica insofismável de Dr. Spock (Zachary Quinto) servirá aos propósitos da tripulação (mas mesmo assim Quinto rouba a cena, dessa vez de forma mais intensa, protagonizando ironicamente duas das cenas mais emocionantes e ocupando de vez a cadeira que uma vez pertencia à Leonard Nimoy, que aqui faz mais uma participação especial).

Outro benefício desse filme em relação ao anterior é o seu vilão, vivido por um Benedict Cumterbatch (Sherlock Holmes) que possui a cara inconfundível do seriado que protagoniza, mas acaba criando trejeitos de uma raça estranha e amargurada que serve justamente como reflexo para que Kirk finalmente perceba a importância da sua equipe. Tendo seus reais motivos encobertos por uma névoa, Cumterbatch cria um personagem eficiente que surpreenderá muitas pessoas.

Por fim, o que garante mais uma vez o sucesso na empreitada não são os excelentes (ainda que virtuais) efeitos visuais, mas um elenco afiado e harmônico que a cada passagem ressalta sua função. Impossível não relacionar a Enterprise com uma empresa de sucesso, ou uma família, ou uma nação. Mais uma vez, a iminência de guerra e terrorismo são combustíveis para a Enterprise.

★★★★★ Wanderley Caloni, 2013-06-17 imdb