Apenas uma Noite

Jun 18, 2012

Imagens

Primeiro filme ao mesmo tempo dirigido e escrito por Massy Tadjedin (roteirista de Camisa de Força) dois anos atrás, o casamento entre Joanna e Michael poderia ser o de qualquer pessoa (talvez por isso nunca sabemos seus sobrenomes). Quem nunca aspirou mudar suas escolhas baseado tão somente em seus sentimentos passados? Quando Michael (Sam Worthington) faz uma viagem a negócios, logo após uma pequena briga de casal, ele e Joanna (Keira Knightley) experimentam a velha sensação de desejo de mudança junto de um velho amigo/companheiro e uma colega de trabalho.

Trilha sonora agradável que segue o compasse de uma noite que parece não terminar pela indecisão de marido e esposa diante de suas respectivas tentações. Filme não é hipócrita a respeito dos votos de fidelidade de um casamento, tampouco é sujo a ponto de jogar as fraquezas óbvias dos seres humanos na situação que se encontram. No fundo, a história caminha mais para uma auto-descoberta de ambos do que na tensão crescente a respeito do que farão com suas oportunidades.

A falta de um elemento catalisador de suas emoções é o que torna o ritmo tão simpático e ao mesmo tempo que chama a atenção a todo o momento para o que poderia acontecer a qualquer momento. E como todo romance/drama que se preze, o foco está em seus personagens, e a câmera intimista e ao mesmo tempo cúmplice oscila elegantemente a todo o momento em que parece vermos algo mais na atuação dos atores. Keira Knightley não nos force pistas sobre os sentimentos de seus personagens, achando suficiente simplesmente esboçar o mesmo sorriso, que desde Os Piratas do Caribe não mudou.

Já Sam Worthington parece disposto a arrancar um pouco mais de complexidade, e suas expressões parecem querer tentar avaliar a todo o momento o que está prestes a fazer. Não é difícil pegar em seu semblante em que está pensando. Da mesma forma, suas contrapartes não fazem mais do que o óbvio para tentar estimular uma situação que, de certa forma, parece estar nas mãos de ambos, simplesmente por estes serem o casal.

Já a direção não é intrusiva mas ao mesmo tempo eficiente, pois consegue atrair a atenção do que está acontecendo na tela com o uso de rimas inteligentes, como o relógio de Michael sendo tirado e colocado, ou o cachorro de seu melhor amigo, que ocupa dois lugares distintos no banco do carro em dois momentos diferentes. Também invest em “raccords” com cortes entre diálogos, para deixar claro que ambos estão acontecendo ao mesmíssimo tempo, e que de certa forma há uma comunicação entre o espectador e ambas as situações, pois uma decisão em um lugar pode afetar diretamente a visão do outro. O diretor brinca com isso o tempo todo.

E, no fundo, a noite descrita no longa não passa de uma agradável e lúdica brincadeira com os sentimentos de personagens que lembram de relance o que faz qualquer ser humano ocidental fixar suas emoções em torno de uma só pessoa.

Wanderley Caloni, 2012-06-18. Apenas uma Noite. Last Night (USA, 2010). Dirigido por Massy Tadjedin. Escrito por Massy Tadjedin. Com Keira Knightley, Sam Worthington, Guillaume Canet, Eva Mendes, Daniel Eric Gold, Scott Adsit, Griffin Dunne, Stephanie Romanov, Anson Mount. IMDB.