Argentina

Mar 31, 2017

Imagens

Shows musicais tendem a não parecer muito cinematográficos. No caso de “Argentina”, do documentarista musical Carlos Saura, há um quê para tornar a experiência narrativa o mais próxima de uma visão lírica da visão do cineasta a respeito do folclore da região de Zonda, próximo às cordilheiras. Dessa região de San Juan, pouco ao norte de Mendoza, povos se moviam para a igualmente tortuosa região de Salta, e no caminho espalharam sua cultura que nesse longa é visto em formas, movimentos, instrumentos, canções e música. Isso há muito tempo atrás. Hoje, em um galpão de La Boca, bairro de Buenos Aires, Saura reúne um time de artistas excepcionais para reviver através de sua câmera e gigantescos telões aquela época, evocada pelas cores desérticas e noturnas do amarelo e azul. Tambores antigos, pianos e outros instrumentos de corda rivalizam com a potência das encantadoras e viscerais vozes que ouvimos cantar pequenos pedaços de poesia ecoando pelo estúdio improvisado. “Argentina” é para mostrar ao mundo que o país não possui apenas Tango em sua veia musical, mas algo igualmente intenso, dramaticamente vivo e tecnicamente soberbo.

Wanderley Caloni, 2017-03-31. Argentina. Zonda: folclore argentino (Argentina, 2015). Dirigido por Carlos Saura. Escrito por Carlos Saura. Com Pedro Aznar, Juan Falú, Marian Farías Gómez, Gabo Ferro, Liliana Herrero, Jairo, Luciana Jury, Horacio Lavandera, Luis Salinas. IMDB. Em breve crítica no CinemAqui.