Blacklist (piloto)

May 20, 2016

Imagens

Um episódio, e nada impressionante. Blacklist – uma série com James Spader, Megan Boone e Harry Lennix – apresenta um anti-herói que deve começar a fazer “delações premiadas” em troca de imunidade, sendo que ele próprio irá tirar vantagem disso, por conhecer tão bem o submundo do crime e por conhecer melhor ainda o passado, presente e talvez futuro da recém-agente do FBI/CIA/Whatever Elizabeth Keen (Boone).

A questão é: já vimos algo parecido com isso em O Silêncio dos Inocentes, o que tira toda a graça dessa dinâmica tão inferior, mesmo que com bons atores. O problema é televisionar a ação, torná-la episódica (divida em partes) e ainda querer impressionar com reviravoltas que são óbvios ululantes de um roteiro que pede para ser chamado de previsível, pois carece de pelo menos uma camada a mais de ofuscação para o espectador mais atento.

Mas não me leve a mal: James Spader está divertidinho (seu estilo) e convence. Megan Boone tem o potencial de se tornar uma grande personagem. Harry Lennix é o único desapontamento (mas já vimos isso em Matrix Revolutions), e toda essa saga hollywoodiana até que pode render bons momentos, mas, a julgar pelo episódio-piloto, sempre irá lembrar que esse formato enlatado já é batidíssimo desde a primeira cena.

Wanderley Caloni, 2016-05-20. Blacklist (piloto). The Blacklist (USA, 2013). Dirigido por Michael W. Watkins, Steven A. Adelson, Andrew McCarthy, Karen Gaviola, Joe Carnahan, Donald E. Thorin Jr., Vincent Misiano, David Platt, Paul A. Edwards. Escrito por Jon Bokenkamp, Brandon Margolis, Brandon Sonnier, Amanda Kate Shuman, Brian Studler, Lukas Reiter, J.R. Orci, John Eisendrath, Daniel Knauf. Com James Spader, Megan Boone, Diego Klattenhoff, Harry Lennix, Hisham Tawfiq, Ryan Eggold, Amir Arison, Mozhan Marnò. IMDB.