Boneco do Mal

Um terror que entende a problemática do medo do limite entre o real e a fantasia, Boneco do Mal busca em seu formato aproximar o espectador da loucura que o cerca, para apenas depois subverter essa ordem de volta para o real. Um trabalho digno de nota em comparação com tantos filmes do gênero que se passa em uma casa isolada com um passado macabro.

Tudo começa com a vinda da nova babá do filho de um casal já idoso, a jovem, linda e atordoada Greta (Lauren Cohan). Ela tem um passado problemático com um ex, e eles têm um boneco de cerâmica que tratam como seu filho.

Através de uma fotografia belíssima, que dá asas a questionar o que é real em um cenário tão límpido e cristalino (embora cheio de sombras), Boneco do Mal não tem pressa de explorar sua premissa ao máximo, e de forma inteligente torna os acontecimentos estranhos em torno daquela família escondidos na penumbra.

Mais inteligente ainda é a narração voltada mais para as ações e reações de Greta, que ficam muito mais no plano psicológico do que no físico. Estar sozinha em uma casa para cuidar de um boneco após um trauma de um namorado possessivo e agressivo não é a melhor atividade a se fazer para ter paz de espírito. Tudo isso contribui para um drama disfarçado de um ótimo terror. A trilha sonora sutil – descartados os sustos baratos – auxilia imensamente nessa viagem de barco do terror, onde os dias se tornam parte de um sonho infindável.

Há alguns excessos, é claro, mas não há nada tão exagerado como o gênero hoje em dia, que abusa do digital e do explícito para querer provar um ponto graficamente. Oras, Boneco do Mal comprova mais uma vez que o medo está sempre na penumbra, no mal-ouvido e no mal-visto. Toda a tensão é construída em cima do que não vimos, e enquanto isso ganhamos empatia pela moça, que tem uma história que também colabora para a trama.

Com um final surpreendente, desses que te derruba novamente das expectativas (quando no início do terceiro ato já havia derrubado), O Garoto do Mal é um exemplo de como realizar um terror/drama sem apelar desnecessariamente para o clichê e o enlatado. Uma produção rica em seu design, roteiro e concepção.

★★★★☆ Wanderley Caloni, 2016-09-11 imdb