Caça-Fantasmas

Os caça-fantasmas continua sendo uma ótima ideia em seu remake, protagonizado agora pelas meninas. Elas são espontâneas e fazem funcionar muitas das cenas do roteiro capenga escrita a várias mãos, com diálogos e piadas engraçadinhas. Os efeitos visuais atraem, mas não tanto quanto o conceito. E esse… continua tão novo como se tivesse sido lançado esse ano.

Porém, não é à toa que o elenco funciona. Kristen Wiig (Missão Madrinha de Casamento) e Melissa McCarthy são duas revelações na comédia dessa década. Além disso, Kate McKinnon faz a versão nerd dos caça-fantasmas com muito estilo e desembaraço. E fechando o quarteto, Leslie Jones é espirituosa e nova-iorquina o suficiente para nos fazer sentir em casa novamente com a franquia. (Fechando o elenco há também um Chris Hemsworth que faz o papel do recepcionista burro e disfarça sua persona galã, deixando só seu lado burro, mesmo; um outro achado.)

Há participações especiais dos antigos ghostbusters (onde a melhor é, claro, sempre, Bill Murray), há homenagens e referências demais, onde não há sequer cinco minutos entre a aparição do “geleinha” e do gigante de marshmallow. Sem contar que esta é de fato a mesma história, pois este é praticamente um remake do original com pitadas da sua morna continuação, mas se passa em um universo paralelo onde os gêneros estão trocados. Um mero detalhe que acaba acrescentando à diversão.

E acrescenta pela leveza ainda maior da história. Ela fala sobre a amizade, sobre resgatarmos convicções que tínhamos quando mais jovens, que foram morrendo com a visão conformista (aqui travestida do mundo acadêmico e de roupas xadrez sem muita cor), sobre o poder de fazer o que quiser. Nesse sentido, uma história que começa sem muitas pretensões e vira a história sobre caçadoras de fantasmas em uma megalópole com certeza é alguma coisa.

★★★☆☆ Wanderley Caloni, 2016-10-12 imdb