Chasing Ice

Chasing Ice, apesar de receber até indicações ao Oscar, está sem título no Brasil porque as pessoas não gostam de documentário. Felizmente, a Netflix disponibiliza em stream com legendas (de Portugal, mas vá lá). É um daqueles eco-documentários que fala sobre os efeitos do aquecimento global está fazendo em nosso planeta enquanto pessoas leigas continuam discutindo se a culpa é nossa ou não. Assim como a Teoria da Evolução, a soma de dezenas, ou melhor, centenas de trabalhos científicos ao redor do globo confirmando o homem como agente causador das mudanças climáticas dos últimos cento e cinquenta anos não é páreo para a ignorância e comodismo intelectual (vulgo burrice) da maioria da nossa população.

Não há novidades em Chasing Ice exceto pela nova tentativa do fotógrafo James Balog de fazer as pessoas pensarem através de imagens. E que imagens! Com a ajuda de uma equipe de engenheiros e especialistas, o grupo monta um sistema de câmeras ao redor das principais geleiras do Alasca, Groenlândia e Islândia para obter a partir de centenas de milhares de fotos uma imagem viva do desaparecimento de blocos de gelo formados há muito tempo. O média-metragem de pouco mais de uma hora conta também com o drama de Balog em continuar suas explorações fotográficas apesar de já ter operado três vezes o joelho (acompanhamos a terceira vez durante a projeção), além, é claro, de tentar entender o que motiva aquelas pessoas. Nada, porém, se equipara à beleza surreal das fotos e vídeos capturados ao longo do projeto. Seria possível ficar olhando para uma foto por horas e ainda observar beleza.

★★★★☆ Wanderley Caloni, 2014-02-09. Chasing Ice. Chasing Ice (USA, 2012). Dirigido por Jeff Orlowski. Escrito por Mark Monroe. Com James Balog, Svavar Jónatansson, Louie Psihoyos, Kitty Boone, Sylvia Earle, Dennis Dimick, Adam LeWinter, Jason Box, Tad Pfeffer. imdb