Ciganos da Ciambra

Apr 20, 2018

Imagens

Impactante, mas extenuante, Ciganos da Ciambra é um experimento que arrisca demais, mas acaba se saindo incrivelmente bem. Ele arrisca usar toda uma família de ciganos romenos reais, incluindo seu protagonista, o pequeno Pio Amato, como personagens de uma ficção que envolve usar seus valores, incluindo roubar para sobreviver, e não busca justificar suas ações da maneira vitimista com que você costuma ver no cinema europeu. O diretor e roteirista Jonas Carpignano, com a ajuda do excelente editor Affonso Gonçalves (da série True Detective), consegue o milagre de tornar este um filme tenso e real mesmo com atuações amadoras (ou talvez por causa delas). Acompanhamos os passos de Pio com uma câmera na mão, subjetiva, sempre o seguindo. Pio deseja fortemente se tornar o homem mais novo da família, que não o leva a sério ainda. Velho demais para brincar com os irmãos mais novos, mas jovem demais para adentrar no mundo dos crimes e das maracutaias ciganas que todos sabem como é (como roubar fios da rua para derreter o cobre), Pio é nossos olhos no filme, e sua mãe, a matriarca da família, é a alma.

Wanderley Caloni, 2018-04-20. Ciambra (Itália, 2017), escrito e dirigido por Jonas Carpignano, com Pio Amato, Koudous Seihon, Damiano Amato. IMDB. Texto completo próximo ou após a estreia no CinemAqui (Source).