A Curva do Destino

Wanderley Caloni, October 13, 2010

A história de um homem que busca se encontrar com sua mulher que está do outro lado do país. Para isso ele vai de carona em carona, de NY para LA. No caminho, encontra um homem que morre no carro. Esconde o corpo e encontra uma mulher que se envolveu com ele no caminho, também pedindo carona. Chegando a Hollywood descobrem que o pai do sujeito, milionário, morreu, deixando toda sua fortuna para o filho. Enquanto ela tenta convencê-lo a fingir ser o herdeiro, ele acidentalmente a mata com o fio do telefone. Deixando esse passado para trás, o nosso protagonista vaga sem destino, apenas esperando o momento em que será preso, por nenhuma razão.

Como um dos primeiros filmes noir, a experiência de Detour é intensa dentro de uma história corriqueira. Dramática em seu âmago, sentimos pelo destino de seus personagens, pois sabemos que, de uma forma ou de outra, não haveria final feliz para eles. O tom “dark” do filme pode ser encontrado em todo lugar, desde as sombras que são formadas nos personagens quando estes estão dentro de algum hotel ou na imaginação do protagonista (quando este lembra da história apenas existe luz em sua testa).

Usando de alguns movimentos atípicos, como quando a câmera passeia pelo quarto da mulher após ser acidentalmente assassinada, o foco é usado para dar um efeito de perdido ao mesmo tempo em que observa as provas espalhadas pelo quarto. A situação vai se complicando aos poucos, até chegarmos no beco sem saída que a vida desse homem simples que não tinha nada de errado começar a desmoronar. Vemos isso com uma grande empatia pelo sujeito, que é um simples mortal sendo levado pela enxurrada de acontecimentos.

Poderia acontecer com qualquer um.

Imagens e créditos no IMDB.
A Curva do Destino ● A Curva do Destino. Detour (USA, 1945). Dirigido por Edgar G. Ulmer. Escrito por Martin Goldsmith, Martin Goldsmith, Martin Mooney. Com Tom Neal, Ann Savage, Claudia Drake, Edmund MacDonald, Tim Ryan, Esther Howard, Pat Gleason, Don Brodie, Roger Clark. ● Nota: 4/5. Categoria: movies. Publicado em 2010-10-13. Texto escrito por Wanderley Caloni.


Quer comentar?