De Volta para o Futuro Parte III

Encerrando a trilogia da viagem no tempo, o diretor-roteirista Robert Zemeckis vai audaciosamente 100 anos atrás, no velho oeste, para buscar a aventura e a curva dramática de um personagem até então esquecido, mas vital para o sucesso da franquia: o cientista pseudo-maluco Dr. Brown (Christopher Lloyd). Mais audaciosamente ainda, fecha com chave de ouro uma das trilogias mais bem sucedidas do Cinema ao fazer referência à própria Sétima Arte ao brincar com figuras como Clint Eastwood. Alan Silvestri adapta sua música-tema e sua orquestração para a época, e as tomadas tomam um aspecto completamente inusitado do que poderia se esperar de um filme de ficção científica.

Talvez o último não seja mais tão científico, mas não há como negar que a ciência está ali, na figura de Emmett Brown. No entanto, mais do que uma aspiração materialista subentendido no primeiro, há aqui uma visão mais espiritual e filosófico do que significa o tempo, e como o destino consegue ser influenciado não apenas por uma engenhoca inventada por um cientista maluco, mas por escolhas que fazemos todos os dias. Não há como saber o que nos espera o futuro, pois a cada dia ele está sendo completamente reescrito.

O romance entre Brown e Clara Clayton é instantaneamente encantador. Não à toa, ela é uma professora do interior fascinada por ciência e Julio Verne, assim como Doc. Brown, como convenientemente descobrimos nesse episódio. Marty vira um personagem coadjuvante, embora vital, para selar para sempre no tempo essa amizade que já dura três filmes e incessantes viagens no tempo, isso no espaço de algumas horas (se considerarmos os ganchos entre cada filme, tudo se resumiu a uma tarde no tempo de 1985).

A presença novamente espirituosa de Thomas F. Wilson como Buford “Cachorro Louco” Tannen dá o tom do conflito mais uma vez. É preciso ressaltar a importância de um vilão tão caricato e adorável em todos os três filmes. Sem ele as viagens espaço-temporais de Doc Brown e Marty não seriam as mesmas.

Rodado ao mesmo tempo que Parte II, esse é um filme que mais uma vez se destaca, comprovando que é possível realizar três filmes sobre viagem no tempo, cada um com sua temática e ritmo, usando os mesmos bem construídos personagens. Ele se transforma aos poucos em uma despedida e homenagem ao universo que tanto contribuiu para a Sétima Arte. Adoraria que fossem feitos mais sequências, mas temo que a época da inocência e do humor ingênuo já esteja em algum lugar do passado.

★★★★★ Wanderley Caloni, 2016-03-20. De Volta para o Futuro Parte III. Back to the Future Part III (USA, 1990). Dirigido por Robert Zemeckis. Escrito por Robert Zemeckis, Bob Gale, Robert Zemeckis, Bob Gale, Bob Gale. Com Michael J. Fox, Christopher Lloyd, Mary Steenburgen, Thomas F. Wilson, Lea Thompson, Elisabeth Shue, Matt Clark, Richard Dysart, Pat Buttram. imdb