Era uma Vez em Tóquio

Tokyo Story, ou Era Uma Vez em Tóquio, como seus títulos ocidentais sugerem, é um conto, que se constrói no Japão pós-guerra e faz uma dura crítica à sociedade ocidentalista da época, mas como todo grande filme se torna atual mesmo 50 anos depois pelas suas mensagens eternas sobre vida e família.

Iniciando com uma viagem do marido e esposa já aposentados que vão se encontrar com seus filhos em Tóquio, vão aos poucos percebendo que a cidade grande e seus afazeres da vida moderna não têm tempo nem espaço para acomodá-los, com exceção de sua amável nora, que parece sempre priorizar o bem estar dos seus sogros mesmo que este não sejam de fato sua família e que seu marido já tenha falecido há mais de oito anos na guerra.

Embora tenham lá seus momentos agradáveis e nunca transpareça que seus filhos no fundo acham sua presença um estorvo, a genialidade do filme aparece nos pequenos detalhes, nos diálogos e muitas vezes nas próprias situações que vão ocorrendo tão naturalmente que o diretor parece não querer julgar nada em momento algum. Isso faz com que o espectador nunca julgue, mas esteja sempre atento à reflexão do que aquelas cenas conseguem transmitir de mensagem.

E parece ser isso a força invisível desse filme. Muitos excelentes trabalhos posteriores usaram a mesma receita - onde se encaixa com certeza o tocante Hanami - mas Tokyo Story tem aquele ingrediente mágico de fazer as pessoas pensarem por si sós o que tudo isso significa. Essa leveza de cores pode transformar a vida de muita gente por muitas décadas ainda.

★★★★★ Wanderley Caloni, 2013-10-31 imdb