Walter de Carvalho

Oct 3, 2014

Está acontecendo até a metade de outubro o festival Luz, homenageando Walter de Carvalho, um diretor de fotografia sensacional no nosso Cinema. Dois dos três filmes que assisti com ele manipulando a luz são em preto e branco e são maravilhosos (também vi Central do Brasil, mas faz tanto tempo…):

É possível notar em Heleno todo o encantamento nosso pelo passado romântico na história de um jogador de futebol ídolo da época. Curiosamente A Febre do Rato é um filme totalmente diferente ao nos transportar para a época da ditadura e do naturalismo querendo desabrochar de nossas mentes presas no politicamente correto (curioso que hoje o politicamente correto trocou de lado).

O terceiro filme que vi é um trabalho da ótima Laís Bodanzky. Imagino o que Walter deve ter feito para manter a luz tão aconchegante quanto nostálgica em Chega de Saudade. O Cinema Nacional é um palco de muitas luzes, e Walter sabe usar muito bem todas elas.

Wanderley Caloni, 2014-10-03. Walter de Carvalho.