Florence - Quem é Essa Mulher?

Jun 10, 2016

Imagens

Meryl Streep é tão boa que dá até raiva. Aqui ela faz uma socialite da década de 40 em Nova Iorque que não chega a ser um desastre como cantora de ópera, mas está claramente dando seus primeiros passos na música.

O problema é que ela já tem 76 anos.

A vida de Florence Foster Jenkins, uma figura real, não foi fácil. Contraindo sífilis aos 18 anos pelo seu primeiro marido, a pequena herança que seu pai a deixou foi suficiente para comprar o respeito de toda a comunidade musical idosa da cidade, além da integridade de seu marido, o semi-aristocrata britânico St Clair Bayfield (Hugh Grant). O respeito e afeição legítimos de St Clair com sua esposa é o pilar moral para que o filme não seja tratado como uma comédia de situação. É um drama, mas que usa sua fina e divertida comédia para fazer pensar.

E por falar em comédia, há também a participação surpreendente de um dos atores da série The Big Bang Theory, Simon Helberg, como o jovem e afeminado pianista Cosme McMoon. Com o risco de soar caricato ou pouco convincente, Helberg diverte e muito. Sua sequência inicial, em que sabemos que os dotes musicais da personagem de Streep não são, por assim dizer, dignos de um Carnegie Hall, é impagável do começo ao fim.

No entanto, nenhum desses personagens é realmente caricato, e nunca é tratado assim pelo roteiro de Nicholas Martin em sua estreia nos cinemas. E a mesma opinião é compartilhada pelo diretor Stephen Frears (A Rainha, Coisas Belas E Sujas), que humaniza aquelas pessoas como se realmente fizessem parte da paisagem daquela Nova Iorque pulsante. A direção de arte, fotografia, figurino e até a trila sonora nada sutil de Alexandre Desplat criam um universo aconchegante que não dá vontade de dizer adeus, nem em seus créditos finais. Se há um pecadilho, é a insistência de Frears em sempre mostrar Nova Iorque custe o que custar nas cenas externas, talvez fazendo valer o orçamento…

Por fim, o filme diverte e emociona, mas não é uma emoção simples. Há muitos pontos de vista em jogo, mas podemos resumir o tema do filme como uma ode à mediocridade, por mais que tente soar outra coisa (na verdade, não tenta). E é irônico como isso se encaixa tão bem com a insistência do grande público em “proibir” críticas aos seus filmes favoritos, geralmente superproduções onde não há nada de novo e de muito mau gosto. Bom, pelo menos em “Florence” há muito a ser discutido.

Wanderley Caloni, 2016-06-10. Florence - Quem é Essa Mulher?. Florence Foster Jenkins (UK, 2016). Dirigido por Stephen Frears. Escrito por Nicholas Martin. Com Rebecca Ferguson, Meryl Streep, Hugh Grant, Simon Helberg, Neve Gachev, Nina Arianda, John Kavanagh, Elliot Levey, Dilyana Bouklieva. IMDB. Texto completo próximo ou após a estreia no CinemAqui (Source).