O Gigante de Ferro

Dec 20, 2014

Imagens

Primeiro trabalho em longas de Brad Bird (“Os Incríveis”, Ratatouille), essa simpática animação peca apenas por ter alguns efeitos desajeitados e por carecer de expressões melhores para seus personagens. Fora isso, é um trabalho conciso e coeso e uma espécie de “reimaginação” de ET como um ser robótico e construído realmente com fins militares.

A história gira em torno do tal robô gigante que cai próximo a uma cidadezinha do litoral durante a Guerra Fria (uma informação que Bird sabe que não precisa ser divulgada verbalmente em um filme de crianças, preferindo usar em sua primeira cena o Sputnik, primeiro satélite russo lançado ao espaço). Um garoto o descobre escondido na floresta e o ensina a se comunicar. O robô se alimenta de ferro, e logo carros aparecem mastigados na paisagem e um inspetor do governo vem averiguar o que está acontecendo. O ritmo dos acontecimentos pontua bem a relação crescente robô/garoto e também a incompetência conveniente do inspetor.

O velho clichê de mensagem de moral sobre ser você mesmo existe, e funciona muito bem. No final das contas, não é o clichê o problema, mas a preguiça da maioria das produção em usá-lo. Aqui ele é construído aos poucos com pequenas pistas plantadas ao longo da projeção. Pode parecer lento, mas é apenas um pouco mais realista que as futuras produções que a Pixar faria.

Wanderley Caloni, 2014-12-20. O Gigante de Ferro. The Iron Giant (USA, 1999). Dirigido por Brad Bird. Escrito por Tim McCanlies, Brad Bird, Ted Hughes. Com Jennifer Aniston, Harry Connick Jr., Vin Diesel, James Gammon, Cloris Leachman, Christopher McDonald, John Mahoney, Eli Marienthal, M. Emmet Walsh. IMDB.