Górgona

Mar 14, 2018

Imagens

Maria Alice Vergueiro é mais um exemplo do descaso com o teatro. E isso pode ser lindo se você observar como a arte dramática se alimenta justamente do drama. É uma coisa curiosa que é da miséria do artista que surgem os melhores temas. Então, cá estamos. Vergueiro já trabalhou meio século e está no fim da vida sem poder sair da cadeira de rodas, com início de Parkinson e se esquecendo a todo momento do texto. Financeiramente ela está ainda pior, com uma dívida enorme do seu último trabalho que realiza com seus fiéis escudeiros por teatros sujos e escuros e uma equipe reduzidíssima. E em cima disso a dupla de diretores traça um documentário conceitual, que não conta muito sobre o passado, mas mais sobre o iminente presente. E no presente momento Ana Maria Vergueiro, sem nenhum patrocínio de ninguém, está feliz da vida por fazer ainda o que gosta. E quem é alguém para dizer o contrário?

Wanderley Caloni, 2018-03-14. Górgona. IMDB.