Haters Back Off!
Wanderley Caloni, 2016-12-04

É difícil saber o que esperar dessa série de humor da Netflix. Ela oferece personagens que são sobrenaturalmente estúpidos. Mas, ao mesmo tempo, é tentador tentar entender a mente de pessoas tão estúpidas interagindo, especialmente se essas pessoas possuem uma visão tão fechada sobre o mundo e pretendem ganhá-lo, elevando à fama a garota mais midada da casa: Miranda Sings (o nome veios antes da fama, para saberem que o que ela faz no YouTube é cantar). Se os personagens são estúpidos, e alguns deles possuem atuações dignos de nota, eu arrisco dizer que nada disso é relevante se você não olhar para o desempenho de Colleen Ballinger e constatar: esse projeto nasceu nessa performance. Quer dizer… o que é isso?

Ballinger consegue entonar seu nariz ao nível do ridículo sem soar exagerada além do que seu personagem propõe. Isso porque Miranda Sings é realmente idiota, não possui talento nem carisma. Mas possui algo que dizem que leva qualquer pessoa ao sucesso: força de vontade. Ela, assim como seu igualmente estúpido tio, acreditam em uma série de passos que irá levar Miranda aos holofotes mais potentes. E o primeiro passo, naturalmente, é gravar um vídeo e publicá-lo no YouTube.

A direção mista de Andrew Gaynord e Todd Rohal criam um ambiente igualmente surreal, onde a cidadezinha lembra lugares de outros filmes, como Edward Mãos de Tesoura, Mulheres Perfeitas, O Show de Truman, e ao mesmo tempo possui seu charme particular: as pessoas não percebem quando outras são perigosamente estúpidas. Ou não ligam. Quer dizer, até o funcionário de uma loja de peixes fritar todos eles com luz artificial.

O nível de gags da gangue de roteiristas oscila entre o simples idiota de um episódio de Chaves até o ligeiramente brilhante. É difícil saber o que virá em seguida. E parece que ambos os extremos costumam funcionar. Os que não funcionam, não chegam a representar um perigo para a série, já que ela é composta – já comentei isso? – por personagens realmente estúpidos.

A única coisa que costuma incomodar am Haters Back Off! – quem diria – é quando seu roteiro é inteligente o suficiente para gerar a dúvida se aquelas pessoas são verdadeiramente idiotas ou estão apenas fingindo. E isso você verá muito pouco. Portanto, se assistiu um episódio ou dois, fica minha sugestão: dê mais uns 50% de chance para Miranda Sings. Ela pode tocar seu coração ou até outro órgão. E, com certeza, nunca seu cérebro.

★★★☆☆ Haters Back Off!. USA. 2016. Direção: Andrew Gaynord, Todd Rohal. Roteiro: Christopher Ballinger, Colleen Ballinger, Gigi McCreery, Perry M. Rein, Justin Varava, Russ Woody. Elenco: Colleen Ballinger (Miranda Sings), Angela Kinsey (Bethany), Francesca Reale (Emily), Erik Stocklin (Patrick), Steve Little (Jim / ...), Chaz Lamar Shepherd (Keith). Edição: Christopher Donlon. Fotografia: Michael Balfry. Trilha Sonora: Amotz Plessner. Duração: 30. Comedy. #netflix