Jogada de Mestre

Mais um filmeco que é baseado em fatos reais, provavelmente patrocinado por uma fabricante de cervejas. Sim, porque o filme narra o sequestro do bilionário Alfred Heineken, tenta dar alguma áurea de gênio em sua persona (contratando para isso Anthony Hopkins) e é extremamente moralista em seu final.

Dirigido por Daniel Alfredson, que fez as continuações do sueco Os Homens Que Não Amavam as Mulheres, o roteiro foi adaptado de um livro de um repórter criminal a respeito de um fato ocorrido nos anos 80. A base do livro são os testemunhos do líder da gangue que resolve, para sair da miséria, sequestrar o ídolo do sogro de um deles (daqueles funcionários que idolatram seus patrões).

Tentando até divertir com uma ou outra situação imprevista, o fato é que todo o filme nunca consegue gerar muita tensão, ou fazer rir. Porém, o filme nunca é ruim a ponto de começar a soar ridículo. Balançando entre esses dois extremos, no final saímos ilesos. E provavelmente sem lembrar de quase nada do que acabamos de assistir.

Com Jim Sturgess, que já havia feito Quebrando a Banca do lado de um outro mestre de interpretação, Kevin Spacey, e que também é um filme sobre golpes.

★★★☆☆ Wanderley Caloni, 2015-04-30 imdb