Kids of Töday

Wanderley Caloni, October 29, 2011

Qual a visão de um crítico musical sobre a música contemporânea de vanguarda? Ou, uma pergunta ainda melhor, o que esse crítico pensa sobre os jovens dessa nova era, tão acomodados a ouvirem músicas de diversas correntes (muitas delas auto-proclamadas futuristas) e se limitarem a apertar o botão Like de seu Facebook?

Essa questão não é respondida em Jovens Modernos, novo documentário de Jérôme de Missolz e que percorreu a meca de diversas correntes musicais das últimas décadas, tendo como seguidores supostos fãs do crítico (ou da música que este persegue).

Iniciando com a morte de um famoso cantor que aparentemente teria um brilhante futuro, mas que decidiu se matar logo cedo, o filme acaba se transformando muito mais em uma mescla e uma viagem por diversos estilos de rock/punk/techno francês, suas influências norte-americanas e uma retrospectiva do que isso significava para sua época e, o mais interessante, qual a visão daqueles tempos nos jovens de hoje.

A resposta é simples: o saudosismo de um tempo em que a criatividade estava a todo vapor e onde os jovens tinham pelo quê lutar (nem que fosse pela contracultura) gerava conteúdo de uma forma ou de outra. As tentativas de se expressar também fizeram parte do modo de se portar, de se vestir e até de se matar de muitos fenômenos das décadas de 80 e 90.

Dotado de uma ótima edição de vídeo e som, lembrando o igualmente ótimo Pink Floyd (Another Brick in the Wall), o filme desfila facilmente por diversas vertentes sem nunca soar repetitivo, mas acaba embutindo um sentimento que, ao mesmo tempo que soa anacrônico, é visivelmente datado, o que acaba por invalidar o fato de que este foi produzido nos tempos atuais.

O único resquício de atualizade repousa no último ato, onde crítico e seguidores pousam em Pequim, possível nova fonte artística, ou pelo menos de influência, dos artistas futuristas que Yves Adrien tanto estuda. A queda das torres gêmeas e o declínio econômico são citados en passant, em uma clara alusão à virada socio-econômica mundial, e como isso deve afetar o que será produzido desde então.

Imagens e créditos no IMDB.
Kids of Töday ● Kids of Töday. Des jeunes gens mödernes (France, 2011). Dirigido por Jérôme de Missolz. Escrito por Jérôme de Missolz, Gilles Le Guen, Jean-François Sanz. Com Yves Adrien, Lio, Edwige, Aurélie Benchekri, Antoine Capet, Mathieu Chausseron, Sabine Noble, Joris Larochelle, Anne-Sophie Le Creurer. ● Nota: 3/5. Categoria: movies. Publicado em 2011-10-29. Texto escrito por Wanderley Caloni.


Quer comentar?