Juventude Transviada

Jan 30, 2016

Imagens

James Dean ficou conhecido como o ícone de uma geração. Morreu jovem, o que só ajudou a fortalecer a lenda. Fez no total três filmes para Cinema (esse estreou no ano de sua morte). Em Rebelde sem Causa – ou Juventude Transviada – ele faz um jovem mimado da classe média americana que arruma confusão em todos os lugares que passa. O filme começa com todos o paparicando: o delegado de polícia, seus pais, sua avó. Na própria delegacia ele já conhece seu melhor amigo, que tem uma forte carência paternal e instabilidade emocional, e seu par romântico, a “rebelde” Y, que também possui problemas com o pai, que evita beijos na boca de sua filha de 16 anos por considerar inapropriado. Olhando para ela e seus lábios pintados escandalosamente de vermelho, quem poderia culpá-lo?

Ela anda com uma gangue da pesada, que faz atividades como roubo de carros porque… bem, como alguém diz no filme, “você precisa fazer alguma coisa”. Dean parece se sentir confortável em seu papel de um jovem quase 10 anos mais jovem que ele e participa de uma briga de facas com o líder da gangue quase insinuando um rito de iniciação. E também por causa do que lhe tem causado problemas: ele odeia ser chamado de covarde, porque isso lhe faz lembrar de seu pai molenga que sempre cede à esposa, pai este que jurou que nunca se tornaria, apesar de ser igualmente doce como ele, embora impulsivo como a mãe.

Essa é uma sociedade doentia, onde não há lado certo. Os personagens são tão bem construídos que fica difícil perceber que se trata de um filme, e não de um documentário da época. Como “todo filme é um documentário de sua época”, como dizia a crítica de cinema Pauline Kael, esse filme pode ser considerado um dos melhores dessa década. Não só isso, mas encontraremos forte inspiração nos anos 80 e nos filmes adolescentes de John Hughes (Curtindo a Vida Adoidado, Clube dos Cinco), que, contrariando o senso comum, não trata os adolescentes como idiotas.

PS: Em tempo. A trilha sonora encomendada pela Warner Bros serve os propósitos da época, mas quase que estraga um filme maravilhoso tentando se sobressair ao que vemos na tela. Tente ignorar a música imponente e totalmente deslocada.

Wanderley Caloni, 2016-01-30. Juventude Transviada. Rebel Without a Cause (USA, 1955). Dirigido por Nicholas Ray. Escrito por Stewart Stern, Irving Shulman, Nicholas Ray. Com James Dean, Natalie Wood, Sal Mineo, Jim Backus, Ann Doran, Corey Allen, William Hopper, Rochelle Hudson, Dennis Hopper. IMDB.