L.A. Confidential

O que torna os personagens de L.A. Confidential (que se exploda o título nacional) tão bons é o fato deles serem críveis a ponto de acreditarmos em sua existência na vida real. Porém, a atmosfera apresentada pelo livro homônimo de James Ellroy não é de vida real. Então voltemos ao que faz desses personagens uma referência a ser seguida: eles são realistas e ainda conseguem existir em um filme noir ou um policial de décadas passadas (que é o que temos) sem soar piegas ou estilizados demais. Ou pior: ridicularizados pela situação. Aliás, ocorre justamente o contrário: suas “credenciais” do mundo real permitem que eles consigam atravessar a quarta parede mesmo que manchados de nanquim. São perfeitos para a história de corrupção da polícia de Los Angeles da época da lei seca que o filme pretende retratar.

E, claro, estamos falando aqui de participações múltiplas de Russell Crowe, Guy Pearce, James Cromwell, Matt McCoy e ainda Kevin Spacey. OK, temos Kim Bassinger e Danny DeVito, mas mais uma vez se torna a escolha perfeita para o tipo de policial retrô resgatado das páginas de James Ellroy.

A investigação sobre o sequestro de uma garota por três negros (serem negros é, sim, relevante) toma contornos imprevisíveis, mas ao mesmo tempo através de pistas que vão sendo jogadas desde o início do filme. Pega quem quer. Contudo, conforme a trama começa a conectar todas aquelas pessoas logo se torna óbvio que alguma coisa está errada em todas os níveis daqueles defensores da lei. Dessa forma, assim como em Os Intocáveis há a dúvida cruel de em quem confiar quando há uma investigação que aponta para a própria polícia, aqui a pista trafega de policial em policial até termos desvendado o mistério central.

Porém, mais do que isso, há uma linha interessantíssima de raciocínio que interconecta os personagens e os faz evoluir no decorrer da narrativa para caminhos que ainda não haviam sido estabelecidos, tornando os resultados tão imprevisíveis quanto as próprias pessoas envolvidas (e, sim, estou falando principalmente de Russell Crowe). Por fim, o que faz do final tenso é justamente o peso somado do noir e do realismo da situação. Assim como em House of Cards nos perguntamos: e se isso acontece de verdade?

E é justamente essa pergunta que permeia essa brilhante narrativa.

★★★★★ Wanderley Caloni, 2014-11-09. L.A. Confidential. L.A. Confidential (USA, 1997). Dirigido por Curtis Hanson. Escrito por James Ellroy, Brian Helgeland, Curtis Hanson. Com Kevin Spacey, Russell Crowe, Guy Pearce, James Cromwell, Kim Basinger, Danny DeVito, David Strathairn, Ron Rifkin, Matt McCoy. imdb