Mademoiselle Paradis

Wanderley Caloni, April 26, 2019

Este é um filme sobre como pessoas vistas como inferiores (em sua maioria mulheres, aleijados e criados) são tratadas como objetos, das mais diferentes formas. Se é uma serviçal assediada, é apenas um incômodo que ela tenha engravidado. Se uma criança demente sofre um acidente fatal, talvez fosse melhor assim em vez de viver uma vida miserável. Infelizmente a história conduzida pela diretora austríaca Barbara Albert prefere descrever a História de maneira burocrática, apenas pincelando alguns comentários sociais aqui e ali, bem sutilmente. O resto é pura direção de arte de época, com figurinos bordados à mão e as bonitas músicas tocadas ao piano por Paradis. É bonito, mas oferece pouco aos mais ansiosos por comentários atuais sobre uma época grotesca.

Imagens e créditos no IMDB. O texto de estreia será publicado no CinemAqui.
Mademoiselle Paradis ● Mademoiselle Paradis (Áustria, Alemanha, 2017), escrito por Kathrin Resetarits adaptado do livro de Alissa Walser, dirigido por Barbara Albert, com Maria Dragus, Devid Striesow, Lukas Miko. ● Nota: 3/5. Categoria: movies. Visto em cabine de imprensa pelo cinemaqui. Publicado em 2019-04-26. Texto escrito por Wanderley Caloni.


Quer comentar?