Mormaço

Wanderley Caloni, April 18, 2019

“A propriedade atenderá a sua função social.” – Constituição da República Federativa do Brasil, Artigo 5, Parágrafo 23. É com esse “direito” que os ingênuos socialistas responsáveis pelo Brasil nascido em 1988 enterraram para sempre a esperança de um mundo digno. Esperançosos, talvez, que o Estado “nas mãos certas” conseguiria garantir o mínimo para todos, o que eles na verdade fizeram foi entregar nas mãos dO Capital, que governa a tudo e a todos, inclusive o Estado, o trator que pode derrubar a casa de qualquer cidadão. Se ele não tiver maneiras de se proteger, então, melhor ainda.

E com isso nascem trabalhos como O Som ao Redor, Aquarius, Favela Olímpica e agora este Mormaço, que nas mãos da habilidosa diretora Marina Meliande adquire um nível simbólico supremo em nos fornecer uma maneira verdadeiramente cinematográfica de unir pessoa e cidade nesse processo lento, mas fatal, de degradação de toda a sociedade brasileira.

Imagens e créditos no IMDB. O texto de estreia será publicado no CinemAqui.
Mormaço ● Mormaço (Brasil, 2018), escrito por Felipe Bragança e Marina Meliande e dirigido por Meliande, com Marina Provenzzano, Sandra Maria, Pedro Gracindo. ● Nota: 5/5. Categoria: movies. Visto em cabine de imprensa pelo cinemaqui. Publicado em 2019-04-18. Texto escrito por Wanderley Caloni.


Quer comentar?