Na Mira do Chefe

Mar 7, 2016

Imagens

Esse filme parece uma coisa, mas é outra. Vendido como uma comédia despretensiosa e potencialmente um pastelão, Na Mira do Chefe é um trabalho de roteiro que brinca com seu universo próprio achando graça em levar a sério as histórias de máfia.

No entanto, ao fazer isso, ele acaba se saindo muito melhor que o esperado. Criando personagens que aos poucos vão nos cativando, seja pelos diálogos pontualmente inspirados, seja pelas atuações convincentes, a narrativa possui a vantagem de nunca revelar ao espectador o que virá em seguida.

Dessa forma, partindo de uma viagem despretensiosa por uma secular e onírica cidade belga em um molde que soa como um panfleto de viagem turística, chegamos em um drama sobre um homem que acidentalmente mata uma criança e é corroído pelo remorso. De quebra, no terceiro ato temos a participação mais que inspirada de um Ralph Fiennes caricato sem desfazer aquele mundo absurdo, mas crível, que fora criado.

Com participações especiais de personagens que vão se acumulando, mas permanecem adicionando à trama principal, esse é um exemplo de como construir uma história original usando como mote um subgênero mais que batido.

Wanderley Caloni, 2016-03-07. Na Mira do Chefe. In Bruges (UK, 2008). Dirigido por Martin McDonagh. Escrito por Martin McDonagh. Com Elizabeth Berrington, Rudy Blomme, Olivier Bonjour, Mark Donovan, Ann Elsley, Colin Farrell, Jean-Marc Favorin, Ralph Fiennes, Brendan Gleeson. IMDB.