Na Próxima, Acerto no Coração

Jun 8, 2015

Imagens

No começo de Na Próxima, Acerto no Coração, os letreiros informam que esta é uma das histórias mais estranhas da polícia da França. Obviamente isso eleva a expectativa de quem assiste o filme e faz pensar que não foi tão estranho assim. E, na verdade, não foi mesmo. Dando um ar cinematográfico à história (real) de Alain Lamare, um psicopata que fez parte da polícia francesa, o diretor/roteirista Cédric Anger explora de todas as maneiras as sutilezas de um sujeito que vive à margem da empatia e que precisa matar para dar vazão à sua própria existência.

A trilha sonora, é preciso lembrar, está metade certa. É correto empurrar tanto assim um thriller? Há muita ação, é verdade, mas os principais momentos, os que irão ficar em nossa memória, são de reflexão. Lamare, ou Franck Neuhart, como é chamado no filme, adora a natureza e tem gostos estranhos (além de matar jovens mulheres). Toda a história é centrada em sua figura, e vemos inclusive as investigações para encontrá-lo do seu ponto de vista, o que é uma vantagem, já que ele mesmo participa.

A atuação de Guillaume Canet é icônica, correta e firme. Apesar de já ter protagonizado um semi-crápula em O Homem Que Elas Amavam Demais, aqui ele faz um novo persona, mais introspectivo e muito menos sensível ao mundo exterior. É um Edward Norton francês, mesmo com poucas semelhanças. Possui feições magnéticas que nos levam por toda a história.

Realizando uma hábil rima entre o quadro inicial e final, o filme é um pouco alongado, mas nada de exageros. Lembramos de Dexter, o sociopata que tem uma família na televisão (até porque parte da trilha sonora nos remete à sua música melancólica noturna). Mas Dexter tem narrativa em off. Aqui temos apenas os fatos. E os fatos, exceto a imaginação dos autores, são bem mais interessantes que a ficção. Merecem pular na nossa frente. Um pouco dela reside nas reflexões do protagonista. Infelizmente, não é toda ela.

Wanderley Caloni, 2015-06-08. Na Próxima, Acerto no Coração. La prochaine fois je viserai le coeur (France, 2014). Dirigido por Cédric Anger. Escrito por Cédric Anger, Yvan Stefanovitch. Com Guillaume Canet, Ana Girardot, Jean-Yves Berteloot, Patrick Azam, Arnaud Henriet, Douglas Attal, Pierick Tournier, Alexandre Carrière, François-Dominique Blin. IMDB. Texto completo próximo ou após a estreia no CinemAqui (Source).