O Passageiro

Mais um filme do Liam Neeson descendo porrada em uns bandidos que querem fazer alguma coisa com sua família. Mas ele agora é um velhinho de 60 anos, ex-policial, trabalhou dez anos como vendedor de seguros para sustentar mulher e filho e é demitido cinco anos antes da aposentadoria. Assim não dá! Diga não à reforma da previdência!

Como seu personagem, Neeson parece cansado com o sistema que pune as pessoas que “fazem a coisa certa”. E o filme também parece delinear alguma lição de moral contra os vilões de Wall Street. Tem uma parte que Neeson fala um embaraçoso “em nome da classe média americana, vá se f*****, Goldman Sachs!“. Sim, é uma vergonha alheia nesse nível. A parte que ele tem que pegar um trem todos os dias do subúrbio e o trem é lotado de estranhos (igualmente cansados e “explorados”) é mais interessante, o que fica mais ainda quando uma mega-corporação de vilões toma conta do trem para que o Neeson ache uma pessoa, uma mega-operação tão fechadinha que fico me perguntando por que diabos eles precisam desse senhor de 60 anos para isso.

Mas ele está lá, ainda sabe socar, chutar, atirar. E voltar para o trem mesmo com suas pernas sendo arrastadas em duras pedras. Sim, ele é durão. E não vai deixar que o sistema faça mais vítimas. Chega de injustiças, porque agora ele vai botar pra quebrar, resolver este mistério e chutar alguns traseiros.

Porém, o filme nunca chega a isso. Ele cozinha a fogo morno a velha história do mistério e Neeson parece que avança apenas o suficiente para se revelar mais um mistério. O espectador provavelmente nem vai querer saber muito dos detalhes da trama nem enquanto estiver assistindo ao filme, pois ele está na sala para ver quebração.

O que deve ser frustante é quando ela acontece. Dirigido pelo mesmo diretor de A Casa de Cera (qual o nome dele mesmo?), as cenas de ação são tão inquietas e parkinsonianas e com uma noção de mise en scene tão horrível que ficamos perdidos a maior parte do tempo. Ficamos perdidos até – pasmem – em um plano-sequência. O que dirá quando o trem começa a descarrilhar.

★★★☆☆ Wanderley Caloni, 2018-02-17. O Passageiro. imdb