O Renascimento do Parto 2

May 10, 2018

Ao ouvir falar na palavra “protesto” lembro que, se no primeiro filme já se esboçava timidamente a cartilha básica tirada do “Dicionário da Justiça Social”, como o famigerado “empoderamento da mulher” (e que sempre me faz lembrar da She-ha, a companheira do He-Man), o bingo de expressões sociais agora está completo, com as palavras já batidas que já conhecemos, tiradas do vocabulário de termos vagos para debates pré-montados, como “desconstrução”, “protagonismo”, “historicamente (insira qualquer bobagem)”, “feminismo”, e, o ultimamente mais na moda, “microagressão” (aqui chamada de “violência perfeita”). Aliás, quando o filme tenta explorar quais são os culpados por essa situação calamitosa nas maternidades logo surge a questão do “patriarcado” e… ei, bingo!

Wanderley Caloni, 2018-05-10. O Renascimento Do Parto 2 (Brasil, 2018), dirigido por Eduardo Chauvet. Texto completo próximo ou após a estreia no CinemAqui (Source).