Os Amantes Passageiros

Jul 28, 2013

Imagens

Almodóvar volta às suas origens das divertidas comédias dramáticas voltadas para personagens homossexuais, videntes e todo o tipo de intriga novelesca. Aliás, a diferença vital entre novelas televisivas e Almodóvar é que este conta uma história como ninguém (e geralmente assina o roteiro).

Outros aspectos da cinegrafia que o fez famoso se mantêm, ainda que ausente em penúltimo trabalho (A Pele que Habito) — o que demonstra que o diretor sabe se livrar de suas “marcas” quando o filme precisa — e que aqui volta com tudo: vermelho, amarelo, azul, roxo… tudo no Cinema de Almodóvar é exagerado, nada sutil e, hoje em dia, pouco polêmico.

A única “polêmica” parece estar apenas na “modernice” de seus temas: fraudes financeiras e como elas são escandalosamente menos escandalosas que o sexo, e o mundo hiper-conectado (onde o melhor exemplo é uma divertida e útil metáfora envolvendo um telefone quebrado que permite que todo o avião ouça o que está sendo dito). Apreciamos pequenos contos que parecem ter saído da própria filmografia do cineasta dentro de um avião que precisa realizar um pouso de emergência, mas enquanto aguarda por um aeroporto que coopere precisa entreter seus passageiros de alguma forma.

Quase nunca deixando de entreter, as mensagens das histórias estão tão interconectadas e tratadas de maneira tão “passageira” que sua força se esvai com a própria conclusão, querendo dizer 1) mais uma vez um eco das nossas efêmeras relações com o mundo moderno ou 2) a falta de foco do próprio idealizador, afetado pelo mundo que tenta criticar. De qualquer forma, ruim ou bom, um filme novo de Pedro Almodóvar sempre será algo bem-vindo.

Wanderley Caloni, 2013-07-28. Os Amantes Passageiros. Los amantes pasajeros (Spain, 2013). Dirigido por Pedro Almodóvar. Escrito por Pedro Almodóvar. Com Antonio Banderas, Penélope Cruz, Coté Soler, Antonio de la Torre, Hugo Silva, Miguel Ángel Silvestre, Laya Martí, Javier Cámara, Carlos Areces. IMDB.