Profundidade Dois

Oct 21, 2016

Imagens

Um documentário que é uma peça de museu. Fala sobre um massacre “de guerra” feito em civis perpetrado pelos capangas psicopatas de um presidente. Bom, o que há de novo? 100% dos massacres são assim.

Tendo como pano de fundo a guerra da Iugoslávia contra o território de Kosovo e a entrada da OTAN no conflito após acusações de abusos nos direitos humanos, o filme resgata mais abusos de direitos humanos, dessa vez dentro do próprio território controlado pela própria Iugoslávia, às vésperas de dua dissolução com a independência de suas repúblicas formadoras, que durante toda a História nunca resolviam seus conflitos.

A narrativa é feita toda sem vermos as testemunhas que estão falando, mas elas foram gravadas durante tribunais de julgamento do caso. O que vemos é a sensação da ação conforme acontecia pelo ponto de vista dessas pessoas que vivenciaram o horror diante dos seus olhos.

O caso mais impressionante é de uma mulher que sofreu uma explosão em seu corpo, tiros e ainda se jogou de um caminhão na estrada. Boa parte do filme vale a pena justamente pelo seu testemunho.

As tomadas do diretor Ognjen Glavonic são inspiradíssimas, mas é difícil de desvencilhar da falta de ritmo. Porém, graças a diferentes causos alternados no tempo é possível ter uma quase-vida no que vemos e sentimos, embora dependa muito do espectador.

Talvez o impressionante de tudo isso é que os locais que são mostrados possuem um clima lúdico, pacífico e pacato. Nada disso impediu, no entanto, que aquelas pacatas pessoas fossem submetidas ao poder de fogo estatal, que utiliza corpos humanos como se fossem matéria a serviço do prazer sádico ou qualquer outra bobagem que inventem. Aliás, voltando à mulher invencível, é sintomático que um de seus algozes fosse um rapaz cuja família ela conheceu . Ela chega a ouvir a voz de sua mãe após o massacre ter ocorrido. Tudo depende, aparentemente, de que lado você está quando a barbárie começa.

Wanderley Caloni, 2016-10-21. Profundidade Dois. Dubina dva (Serbia, 2016). Dirigido por Ognjen Glavonic. Escrito por Ognjen Glavonic. IMDB.