Saco de Ossos

O que impressiona nessa nova produção baseada em uma obra de Stephen King nem é a história, que segue mais ou menos os mesmos moldes da sua cinematografia que busca o grotesco e o fantasioso — exagerado e estilizado —, mas sim um trabalho de som, trilha e direção de arte que, aliados a enquadramentos ousados em revelar os sonhos do protagonista como fazendo parte de sua realidade (como os imensos quadros pendurados). Infelizmente decidiram transformar em uma série com dois episódios que somados parece um filme de 3 horas, quando imagino que se fossem cortadas algumas situações e personagens que em nada acrescentam à história (como a velha maluca), o resultado final poderia ser menos expositivo. Do jeito que está, a série grita para o espectador: “olhem para mim! sou uma obra do Stephen King!”.

★★★★☆ Wanderley Caloni, 2014-02-22 imdb