Sherlock Jr.

Sherlock Jr., ou “Bancando o Águia”, como quer o IMDB do Brasil, é uma obra de arte de 1924 em diversos sentidos, mas principalmente nas invencionices do seu diretor e ator, Buster Keaton. Tentando associar suas trapalhadas pelo fato de tentar fazer duas coisas: ser projecionista de um Cinema e aprender a profissão de detetive, o protagonista sem nome é obviamente relacionado com o próprio Keaton, que dirige e atua cenas mirabolantes que usam e abusam de efeitos visuais criados na época, brincando com metalinguagem e sketches físicos a todo momento. Nunca deixando de entreter, Sherlock Jr. ao mesmo tempo que é uma bela homenagem ao Cinema recém-nascido, um prenúncio do que viria pela frente, além de conseguir contar sua história sob diversas camadas de metalinguagem. Tudo isso em apenas 44 minutos.

A comicidade de Keaton deve ser entendida como uma parceria entre seus trejeitos e sua criatividade sem limites como cineasta e ator. A sequência mais icônica, quando Keaton atravessa a tela do cinema onde é projecionista e tenta se desvencilhar de diversos cortes que mudam o cenário onde está, também é uma criação tão original e tão pertencente ao seu propósito que dificilmente vemos exemplos disso até hoje em dia (Matrix?), ainda mais com o propósito de fazer rir.

★★★★★ Wanderley Caloni, 2014-06-06 imdb