Tag: Mostrasp

O Amante Do Dia

Oct 28, 2017 2 min.

O Amante do Dia é um filme francês da atualizade em preto e branco e com ideinhas liberais. É de um diretor liberal com alguma ideia de que tudo aquilo de ter casos extraconjugais seja algo muito moderninho em 2017. E algo me diz que ele viajou no tempo e foi teletransportado diretamente dos anos 60. Mas não julguemos sua moral, e sim seu conteúdo. A história envolve um pai cuidando de sua filha que acabou de se separar do namorado por quem está perdidamente apaixonada.

24 Frames

Oct 24, 2017 2 min.

24 Frames é o cinema experimental de Abbas Kiarostami, que está mais experimental que nunca. Ele resolve pegar um filme de 114 minutos e dividir em exatos 24 frames. Cada frame é praticamente estático, com a exceção de alguns animais (e pouquíssimos humanos) que se movem na tela. Há pouquíssimas cores, e muita, muita, muita neve. Tudo isso em uma estrutura simples, previsível, que torna tudo entediante ao máximo. O motivo?

Favela Olimpica

Oct 24, 2017 2 min.

Favela Olímpica é o documentário mais didático que você vai encontrar que explique, ainda que inconscientemente, como o conceito de “espaço público” é não apenas inútil, como fonte de praticamente todos os conflitos existentes hoje em dia na humanidade. E é didático porque usa um singelo exemplo: a destruição sistemática de uma vila ao lado da construção de um evento esportivo. O motivo? Especulação imobiliária, idiota! Sendo uma espécie de Cabra Marcado pra Morrer para crianças, ou até Aquarius versão documental, o filme de Samuel Chalard explica do início ao fim o processo de desmantelamento de uma vila que surgiu espontaneamente em torno de um antigo autódromo e ali permaneceu pacificamente, até que uma ação iniciada pela prefeitura do Rio de Janeiro tendo a desculpa das Olimpíadas na cidade, e por trás a espoliação velada de grandes corporadoras imobiliárias, começa a negociar e aos poucos afirmar sobre o que é o Estado: uma gangue que utiliza, em última instância, a violência para tomar o que eles consideram ser de direito.

O Jovem Karl Marx

Oct 21, 2017 2 min.

O diretor de Eu Não Sou Seu Negro achou relevante observamos, em carne e osso, os primeiros anos da vida intelectual de Karl Marx e de sua amizade com seu sustento material, Friedrich Engels. O resultado é um filme que obedece à cartilha do MEC, mas que consegue ao mesmo tempo dar uma visão crítica a respeito de quais bases teve o filósofo alemão em sua pequena janela de realidade, nos primórdios da Revolução Industrial, para inventar toda sua teoria muito louca de luta de classes e relação de exploração.

Uma Verdade Mais Inconveniente

Oct 20, 2017 2 min.

E eis que Al Gore, alvo de piadas inspiradas em South Park, volta para a continuação sobre os perigos da extinção do homem-urso-porco. Sabe, aquela criatura mística que é metade homem, metade urso e metade porco. Sem pretensões de explicar para o público em geral que não existem três metades de uma coisa, o que Gore faz efusivamente é apelar para gráficos, imagens, vídeos de catástrofes e muita emoção. E ele consegue.

Human Flow

Oct 20, 2017 2 min.

Human Flow é o documentário sobre refugiados que precisava ser feito, tanto pela sua qualidade estética quanto pela sua urgência social e política. Seu idealizador, o diretor também refugiado (da China) Ai Weiwei, é o homenageado da Mostra desse ano. É dele também a melhor tirada na entrevista coletiva após o filme, quando ele aponta a solução para um mundo mais justo e humano como sendo o invidívuo. “O poder está no indivíduo”, diz o tradutor da entrevista, meio a contragosto.

O Motorista de Táxi

Oct 20, 2017 1 min.

Esta é uma história interessante sobre quando a Coreia do Sul era uma ditadura. E ela caiu. E uma nova estava a caminho. O filme de Hun Jang dá praticamente todos os passos para entendermos o que aconteceu com a Coreia do Norte. Mas esta é a do Sul. Então ainda há esperança. Baseado em fatos reais, a história conta a amizade entre um taxista e um repórter internacional. Ambos vão para a zona mais intensa de manifestações de estudantes contra o novo regime autoritário que se aproxima.

Então Morri

Nov 2, 2016 2 min.

Um documentário que passa direto para nossos sentidos. Começa na morte e vai voltando pela dor, alegria, ou seja, emoções dos seus personagens da vida real. Em todos eles, miséria, religião, simplicidade. Não apenas do modo de viver, mas de pensar, e consequentemente de falar a respeito da vida. São pequenas lições ouvir as pequenas poesias que essas pessoas dizem, em palavreado simples e ações mais simples ainda, como um soco ou chute, um beijo ou carregar um caixão.

Irmandade

Nov 2, 2016 2 min.

O longa caótico e desconexo de Pepe Diokno é justamente e apenas isso: caótico e desconexo. Desconexo não apenas no sentido narrativo, mas de conexão com o espectador. Como é impossível para nós nos conectarmos àquela realidade de Manila, devidamente manipulada em uma mistura de ficção e realidade, não é possível sequer sabermos qual a linha de raciocínio de um criador petulante que não consegue unir tomadas desconexas com significado ou empatia.

Saldo da 40a. MostraSP

Nov 2, 2016 3 min.

Vinte e dois filmes. Essa foi a quantidade que consegui assistir nessa primeira mostra que me dedico nos dias de semana (uma bagatela de ter a própria empresa). Na maioria dos dias foram três sessões seguidas; em alguns dias tive que me ausentar, outros simplesmente entrei na sala errada! (e acabei vendo, por exemplo, o ótimo O Contador). No entanto, foi de longe a edição do festival em que mais vi filmes, e a primeira em que escrevi sobre todos eles.