Tag: Ninfomaniaca

Ninfomaníaca Vol. 1

Jun 6, 2016 2 min.

Antes mesmo de ser anunciado, a ideia de um filme sobre uma ninfomaníaca dirigido pelo pessimista Lars von Trier (Dogville, Melancolia, Dançando no Escuro) já fazia todo o sentido: experimentando uma vida vazia de significado, mas cheia de sexo por todos os lados, a história de Joe (Charlotte Gainsbourg) atravessa todos os períodos da sua vida e aparentemente não há qualquer resquício nela de prazer, paixão ou saudade. Tendo que ser dividido em volumes por causa de sua longa duração, a experiência ainda recebe toques metalinguísticos, pois “Ninfomaníaca, Volume I” é uma experiência tão incompleta e inacabada quanto a sintomática personagem, vivida por Charlotte Gainsbourg de maneira amargurada ao calcular todo o mal que já fez para o mundo.

Ninfomaníaca Vols 1 e 2

Jun 6, 2016 2 min.

Um estudo de personagem puro. A revisão de ambos os filmes, estreando agora na Netflix brasileira, revela que não há de fato uma história amarrada, onde uma coisa leva a outra. A única coisa que move Joe são as coincidências e as variações de sua libido. A curiosidade do filme é mais sobre esse universo, e menos sobre suas memórias. Dessa forma, Lars Von Trier escancara isso para o público transformando o filme em uma alegoria que permite reflexões e analogias nunca antes tentadas de maneira tão lúdica quando se fala de apetite sexual e comportamento humano.

Ninfomaníaca Volume 2

Jun 6, 2016 2 min.

Podemos chamar Joe de vadia, vulgar ou de qualquer outro adjetivo que achemos o pior em uma pessoa. No entanto, uma coisa que Lars von Trier te impede de fazer durante todas as seis horas de projeção de Ninfomaníaca é permitir que, do topo de nossa suposta moral, a chamemos de vítima. E é isso que autentica essa personagem como uma dura crítica ao nosso modo de pensar a respeito de sexo e da relação entre seus praticantes.