Ted 2

Personagens tão carismáticos em um filme tão disposto a comprar a ideia de um urso de pelúcia com vida adulta não poderia gerar uma continuação mais chata, mecânica e automática das comédias pastelonas.

Seth MacFarlane é criador, diretor, roteirista e dublador de Family Guy, uma animação para adultos que segue o modelo de comédia sitcom, onde os atores piscam para a “audiência” e há piadas deslocadas todo o tempo. Aparentemente sem ter ideia de como continuar o ótimo primeiro roteiro de Ted, esse segundo filme é uma réplica do modelo de Family Guy (sem contar que MacFarlane dubla o ursinho com a voz do protagonista da série, nos distraindo constantemente com a imagem de Peter McGriffin).

Mas não me levem a mal: há piadas deslocadas, de baixo calão e politicamente incorretas, e isso às vezes é bom, pois elas são muito, muito engraçadas. Porém, isso por si só não desculpa ou compensa pela total falta de estrutura e lógica de sua história principal, que tenta provar nas cortes americanas que Ted é um indivíduo com direitos, nos mesmos moldes com que os negros escravos tiveram que fazer (e não conseguiram), só que com muito menos sangue e com muito menos “appealing” (ou talvez na época não houvesse também tanta comoção pelos imigrantes africanos, vai saber…).

Se em um dado momento o argumento da advogada que os ajuda (Amanda Seyfried, que está no filme até para ser comparada com o Gollum do Senhor dos Anéis) é pautada na lógica e razão, usando termos filosóficos certeiros como autoconsciência e capacidade de sentir amor, o advogado que apela para criação divina está algumas décadas deslocado da discussão, mas mesmo assim ganha facilmente. Isso parece quase uma trolagem do que ocorre quando Morgan Freeman entra em cena (sem querer esmiuçar os detalhes), mas dá a impressão que as participações especiais do filme conseguem distrair ainda mais que a dublagem de McFarnale.

Tentando concluir sua “trama” com novamente a perseguição do original, além de incluir aí um evento de nerds para atrair o seu público pseudo-inteligente, Ted 2 só não fica pior graças, novamente, a seus heróis, que continuam divertidos à sua maneira juvenil e imatura de ser.

★★☆☆☆ Wanderley Caloni, 2015-12-31. Ted 2. Ted 2 (USA, 2015). Dirigido por Seth MacFarlane. Escrito por Seth MacFarlane, Alec Sulkin, Wellesley Wild. Com Mark Wahlberg, Seth MacFarlane, Amanda Seyfried, Jessica Barth, Giovanni Ribisi, Morgan Freeman, Sam J. Jones, Patrick Warburton, Michael Dorn. imdb