Thor

Não há nada para se ver em Thor. É bobinho, está na direção automática e possui uma fotografia e uma trilha sonora que combinam com sua falta de personalidade. Ou seja, a Marvel pode levar a sério seus cronogramas e personagens, mas não o Cinema em si.

Inspirado no herói homônimo da revista em quadrinhos, que por sua vez foi inspirado na mitologia nórdica, o Thor do filme vem do espaço, de uma civilização mais avançada que os humanos e que preza pela paz entre os nove planetas por eles conhecidos com vida inteligente. Foram eles que expulsaram os Gigantes de Gelo da Terra quando eles nos atacaram (daí a mitologia). Thor é um dos dois filhos de Odin, rei da civilização e grande guerreiro que, mais do que ninguém, percebeu que a solução dos problemas não está na guerra.

Seu filho mais velho (Chris Hemsworth, colírio de revistas adolescentes), Thor, é jovem demais para entender isso. Loki, o caçula, parece inofensivo, mas assume em seu semblante de quem pensa mais do que fala. Ao desobedecer Odin, Thor é jogado para a Terra sem seus poderes para aprender o valor de seus atos. Na verdade o filme faz um flashback logo no início, entortando desnecessariamente a história, já que logo depois do início na Terra somos apresentados diretamente ao herói da história.

Herói este que possui uma curva de aprendizado tão rala quanto outros projetos mal-sucedidos, como o Lanterna Verde. Fora isso, o enredo secundário desaponta tanto na Terra quanto em Asgard. Nem Natalie Portman consegue convencer através de sua personagem bobinha cuja única função parece ser a de correr atrás do loiro alto que caiu do céu. Da mesma forma, suas contrapartes terrenas fazem rima com os amigos de Thor pois são tão desinteressantes e unidimensionais quanto estes. E Loki, ainda que comece a apresentar algum perigo na história, nunca é tão ameaçador a ponto de se fazer sentir presente na trama.

As tomadas abertas, por fim, acabam comprovando que os efeitos visuais do filme são elementos mais importantes do que a própria história dessas pessoas. O objetivo da história é sairmos ilesos e termos apresentados mais um personagem do futuro filme Os Vingadores, que tem gerado mais e mais filmes medíocres sem qualquer personalidade ou argumentação.

★★☆☆☆ Wanderley Caloni, 2012-04-02. Thor. Thor (USA, 2011). Dirigido por Kenneth Branagh. Escrito por Ashley Miller, Zack Stentz, Don Payne, J. Michael Straczynski, Mark Protosevich, Stan Lee, Larry Lieber, Jack Kirby, Nicole Perlman. Com Chris Hemsworth, Natalie Portman, Tom Hiddleston, Anthony Hopkins, Stellan Skarsgård, Kat Dennings, Clark Gregg, Colm Feore, Idris Elba. IMDB.