Túmulos Sem Nome

Wanderley Caloni, October 26, 2018

A conclusão do sobrevivente desse verdadeiro genocídio é de culpa e dor por ter sido um revolucionário ao lugar por um ideal impossível. Para o espectador que assiste resta a lembrança e o aviso para que, assim como outras tragédias do século 20 como o Holocausto, muito mais lembrado e curiosamente com muito menos mortes que os regimes comunistas da mesma época, que isso não aconteça jamais. É material digno de passar nas escolas, por mais forte que seja.

Imagens e créditos no IMDB. O texto de estreia será publicado no CinemAqui.
Túmulos Sem Nome ● Les tombeaux sans noms (aka Graves Without a Name) (Cambódia, França, 2018), escrito por Rithy Panh, Agnès Sénémaud, dirigido por Panh. Documentáro, guerra, comunismo, política, atrocidades, fome. #mostrasp ● Nota: 4/5. Categoria: movies. Visto em cabine de imprensa pelo cinemaqui. Publicado em 2018-10-26. Texto escrito por Wanderley Caloni.


Quer comentar?