Um Método Perigoso

2015/10/02

Cronenberg, um diretor geralmente fascinante (Terapia de Risco), por algum motivo, dirigiu um filme burocrático que conta a história de amizade entre Sigmund Freud (Viggo Mortensen) e Carl Jung (Michael Fassbender) como um documentário da BBC. No meio envolve a russa judia Sabina Spielrein (Keira Knightley), de paciente para amante e posteriormente médica.

As partes interessantes é que não havia antes restrições quanto a tratar conhecidos (como Jung utiliza sua esposa em uma sessão de terapia), mas já há a noção de transferência (quando o paciente transfere sua identidade para seu médido, e acaba se tornando vulnerável).

Com exceção da curiosa participação de Vincent Cassel como o controverso psicólogo Otto Gross, todo o elenco está devidamente alinhado com os objetivos do diretor: contar uma história envolvendo figuras famosas da psicologia, e talvez por isso mesmo envolvê-los em uma redoma de vidro, evitando retirar a aura de pensadores profundos. Não é possível retirar nada da personalidade de ambos durante todo o filme. São apenas estátuas repetindo diálogos e situações conhecidas. Sabemos de toda a história envolvendo os dois antes do filme começar, e nada muda. Se você nunca soube, poderia ter lido 10 minutos de Wikipédia.

Ainda assim, Keira Knightley na primeira metade do filme dá um show de contorcionismo, fazendo caras e bocas que prometem. De fato, é a personagem mais interessante do começo ao fim, mas também fica envolta em um véu de invulnerabilidade, apesar de ser a persona mais vulnerável de todas.

A grande questão da divergência entre Freud e Jung ou vira um caso de novela ou é abordado de maneira tão superficial, e as trocas de cartas é tão infrutífera, que fica difícil de fato se importar se um prefere usar sexo para tudo e outro prefere búzios jogados ao vento.

Com efeitos visuais por computador que geram a estranheza de irrealidade, uma direção de arte simplesmente higienizada, uma trilha sonora repetitiva e monótona – melhor o silêncio, na maior parte do tempo – Um Método Perigoso e um método perigoso de dirigir filmes, pois pode causar uma cura involuntária de insônia. Ou morte por monotonia.

★★★☆☆ A Dangerous Method. UK, 2011. Direction: David Cronenberg. Script: Christopher Hampton. Christopher Hampton. John Kerr. Cast: Keira Knightley. Viggo Mortensen. Michael Fassbender. Vincent Cassel. Sarah Gadon. André Hennicke. Arndt Schwering-Sohnrey. Mignon Remé. Mareike Carrière. Edition: Ronald Sanders. Cinematography: Peter Suschitzky. Soundtrack: Howard Shore. Runtime: 99. Ratio: 1.85 : 1. Gender: Biography. Category: movies

Share on: Facebook | Twitter | Google