Um Sonho de Amor

Wanderley Caloni, December 25, 2011

Essa história sobre a mudança dos valores sob vários aspectos é uma abordagem quase idílica do novo cinema italiano. Assistimos com certa solenidade o sisudo jantar em família (evidenciado pelo exagero de sombras) em que o patriarca, já debilitado, transfere o controle da empresa para seu filho e neto. O inusitado e refrescante dessa nova história é que nos bastidores (ou para ser mais direto, na cozinha) encontra-se a origem de mudanças radicais naquela forma de funcionar o mundo.

Com detalhes que mesclam realidade e sonho, o filme acaba realizando um entrecorte que não necessariamente faz sentido, mas que acompanha principalmente a ascensão da mãe dessa família, Emma Recchi (Tilda Swinton), mais sob o aspecto amoroso, mas que faz rima com a ascenção da própria empresa familiar, que para crescer necessita se aventurar no universo das aquisições e fusões do mundo capitalista. E por falar em rima, faz de sua abordagem uma narrativa muito mais efetiva do que seu antecessor temático Baarìa, de Tornatore, no sentido de unir pessoas e valores.

Imagens e créditos no IMDB.
Um Sonho de Amor ● Um Sonho de Amor. Io sono l'amore (Italy, 2009). Dirigido por Luca Guadagnino. Escrito por Barbara Alberti, Ivan Cotroneo, Walter Fasano, Luca Guadagnino, Luca Guadagnino. Com Tilda Swinton, Flavio Parenti, Edoardo Gabbriellini, Alba Rohrwacher, Pippo Delbono, Maria Paiato, Diane Fleri, Waris Ahluwalia, Mattia Zaccaro. ● Nota: 3/5. Categoria: movies. Publicado em 2011-12-25. Texto escrito por Wanderley Caloni.


Quer comentar?