Vida de Inseto

Historinha politicamente correta e chata da Pixar.

Conta a história de um formigueiro que é ameaçado por gafanhotos e assim é obrigado a colher todos os alimentos da pequena ilha em que moram para oferecer aos insetos voadores, maiores e feiosos. A fábula, que se assemelha a um conto infantil, possui momentos inspirados em épicos mais adultos (Spartacus), onde um grupo opressor é o que separa os heróis de sua liberdade e consequente felicidade/prosperidade.

Dito isso, Vida de Inseto poderia ser um exercício filosófico e humano caso não se desse tanto ao trabalho de dar voltas em seu roteiro que entregam piadas prontas que funcionam até certo ponto, apesar de ficarem aquém da criatividade dos seus criadores, que inventam um mundo inteiro acontecendo em pouco mais que um quintal e que é rico em detalhes subaproveitados, como na rápida sequência do circo.

Presos à necessidade boba de serem fiéis a uma cartilha de moral e finais esquemáticos — como a exigência de um casal plato-romântico — a adequada conclusão não entrega mais que o óbvio.

★★★☆☆ Wanderley Caloni, 2012-12-08. Vida de Inseto. A Bug's Life (USA, 1998). Dirigido por John Lasseter, Andrew Stanton. Escrito por John Lasseter, Andrew Stanton, Joe Ranft, Andrew Stanton, Don McEnery, Bob Shaw, Geefwee Boedoe, Jason Katz, Jorgen Klubien. Com Dave Foley, Kevin Spacey, Julia Louis-Dreyfus, Hayden Panettiere, Phyllis Diller, Richard Kind, David Hyde Pierce, Joe Ranft, Denis Leary. imdb