Viúvas

Jan 14, 2013

Imagens

Projeto menor do diretor Marcos Carnevale (Elsa e Fred), Viúvas possui o seu núcleo na história de Elena (Graciela Borges), que perde o marido depois de um infarto. Fica conhecendo assim a sua amante, Adela (Valeria Bertuccelli), muito mais jovem e inexperiente com seus sentimentos. Unindo a vida pós-marido de ambas através de uma última promessa feita pela esposa, a sensação constante é de que ao tentarmos conhecê-las melhor existe um sentimento de repulsa por mulheres tão egoístas (cada uma à sua maneira).

O que é uma pena, pois o curioso plot coloca a questão dos sentimentos acima dos rótulos em pauta, e apesar do roteiro do próprio diretor deixar o tema morno e frequentemente revisto, o fato é que Viúvas não consegue se desvencilhar da óbvia rivalidade entre as duas desconsoladas para criar algo além de situações controversas e cômicas.

De qualquer forma é notável que o núcleo de personagens seja formado apenas por mulheres, sendo que possíveis pretendentes, quando aparecem, são simples adornos para o ego das duas atraentes mulheres. Recriando situações engraçadas no vai-e-vem da história, Carnevale parece não beneficiar nem a comédia nem o drama, pois não há espaço para que as situações cresçam e se tornem a que vieram.

Wanderley Caloni, 2013-01-14. Viúvas. Viudas (Argentina, 2011). Dirigido por Marcos Carnevale. Escrito por Marcos Carnevale, Bernarda Pagés. Com Graciela Borges, Valeria Bertuccelli, Rita Cortese, Martín Bossi, Chang Sung Kim, Mário José Paz, Mariana Richaudeau. IMDB.