Woody Allen: A Documentary

Espero que esse não seja o primeiro, muito menos o último dos documentários a respeito do cineasta/comediante/músico de jazz Woody Allen. A direção e o roteiro de Robert B. Weide é tão óbvia e caminha por tantos lugares-comuns que fica a dúvida se ele realmente tem alguma conexão com Allen ou foi apenas um projeto encomendado pela BBC.

O filme se resume em recontar a história já conhecida (e revista algumas vezes) do comediante-escritor que é obcecado pela morte desde quando era criança. Através de depoimentos e algumas transições elegantes (como ao mostrar diversas manchetes sobre o “fenômeno Woody Allen” entrando dentro do O de Woody), sendo que um dos testemunhos obviamente é o próprio Allen, seja em arquivo ou na atualidade, o longa não se preocupa em mostrar nada de novo. Nem um pensamento, uma reflexão. Nada. Apenas um jogado de momentos em seus filmes que refletem sua personalidade que por sua vez volta para os filmes, suas mulheres, seu caso com a filha adotada, sua transição da comédia para dramas mais sofisticados (como o ambicioso Match Point) e pela sua fissura atual de fazer um filme por ano. Até o podcast do site Cinema em Cena sobre o cineasta se sai melhor, desenvolvendo uma questão muito interessante acerca de quem é a pessoa adúltera e como isso não tem qualquer relação com o artista.

De qualquer forma, Woody Allen: A Documentary pode ser pensado como um “Woody Allen para dummies”, pois revela a ascenção e a manutenção de um ícone da comédia em um ícone do Cinema. Alguém que é relevante até hoje, e apesar de negar sua genialidade, sempre terá seu lugar entre os cinéfilos de carterinha.

★★★☆☆ Wanderley Caloni, 2015-03-23 imdb